Revista Business

Artigo publicado na revista Business

Pode ler o artigo que foi publicado na revista Business ou descarregar o pdf aqui:

“FAZER MAIS, MELHOR E COM PROPÓSITO”

Começou em 2014 como gabinete de fisioterapia e desde então tem vindo sempre a crescer em motivação, vontade, saber, e desde julho 2018, em espaço. A Fisiosolutions é resultado do sonho de Joana Leão Saygi, para quem a criatividade na liderança é fundamental, numa área em que se lida com pessoas que precisam de estímulo positivo.

A FisioSolutions é o resultado da vontade de criar um espaço onde o ser humano é visto como um todo e onde se procura o bem-estar e saúde, mas também fruto de um sonho de uma mulher que ser quer afirmar como líder de sucesso na área da fisioterapia?

Onde me afirmo é na procura constante e incansável em ir mais além, compreender e saber mais para conseguir ajudar mais e melhor vendo a pessoa no seu todo, com a integração e correlação dos vários sistemas do ser humano, é essa a marca e desafio que pretendo deixar no mundo da fisioterapia através da FisioSolutions. Considero que o sucesso da minha liderança só me podes ser atribuído pelos meus pares, clientes e concorrência. No entanto, creio que o facto de ser mulher ajuda na diferenciação da mesma.

Em 2014, começou como um gabinete de fisioterapia, mas, felizmente, tem vindo a crescer, quer em espaço quer em valências, fruto de grande motivação, vontade, saber e de resiliência. Que outras características foram importantes e diferenciadoras pelo facto de ser mulher?

Ser mulher e ser mãe traz muitas mais-valias ao mundo empresarial. À partida, (não é assim tão linear) trazemos mais flexibilidade na medida em que as mulheres estão habituadas a gerir e conciliar vários ambientes – trabalho, filhos, a casa, a vida com conjugal, mas também mais competência emocional. Se aplicarmos a nossa capacidade de “gestão do caos” (bem útil nestes tempos de pandemia), conseguimos levar o barco ao destino. Além disso, creio que a subtileza e capacidade empática são também características, mais comuns nas mulheres, que contribuem para esta evolução.

Entrevista de Joana Leão Saygi para a revista Business.

A missão da FisioSolutions, e de todos os seus colaboradores, será sempre a prestação de cuidados de saúde diferenciados e reconhecidos pelos clientes. No seu percurso profissional, muito rico e diversificado, o que contribuiu para gerir o espaço de forma mais assertiva e rigorosa, e que pode servir de exemplo e ser mais reconhecida?

Cada profissional traz consigo a sua “bagagem”. O mais importante é pôr essa bagagem ao serviço em tempo e modo útil e manter a mente aberta e espírito crítico para aprendermos com os bons e maus exemplos pelos quais passamos. Procuramos que a FisioSolutions não se deixe estagnar no espírito e cair no hábito e na rotina. Buscando ativamente a melhoria contínua e o crescimento sustentável e gradual. Motiva nos quando recebo estagiários curriculares das diversas Escolas Superiores especialmente quando referem que “… afinal existem sítios onde se aplicam as boas-práticas que tanto nos falam na faculdade”.

Além disso, procuro, juntamente com a minha equipa, manter-me atenta às necessidades do nosso público e comunidade. Exemplo disto é a especialização que alguns fisioterapeutas da equipa obtiveram em Reabilitação Cardiorrespiratória Pós-Covid, Osteopatia Pediátrica o Pilates Clínico. Acrescentámos ainda à nossa oferta o serviço de Psiquiatria, que na época de extrema exigência que vivemos, faz cada vez mais sentido para todos

No vosso quadro de valores podemos observar alguns não tão comuns, neste mercado em particular, como a criatividade, a ecologia, positivismo e educação. De que forma se incorporam estes últimos nos vossos métodos de trabalho? Este é um diferenciador da liderança feminina?

Se há ponto diferenciador em termos de liderança feminina ou masculina, creio ser este um deles, os valores. A criatividade é fundamental! Lidamos com seres humanos que precisam e beneficiam de estímulo positivo. Em cada sessão, em cada exercício podemos inovar, criar, desafiar o corpo e mente do cliente, potenciar resultados – nada de rotinas e protocolos rígidos. Positivismo, pois, a atitude positiva (não ilusória) é fundamental para o alcance de objetivos, mantendo o espírito livre para acreditar, pois só assim conseguimos erguer-nos de cada vez que caímos (e acontece muito!). Educação no sentido de formação académica, mas também no sentido da educação e crescimento do “EU” como pessoa/colega/chefe/profissional. Ecologia, pois, compete-nos, individualmente e coletivamente, reduzir o impacto ambiental o mais possível e, isso, recai nas nossas escolhas diárias de equipamentos e consumíveis.

O lema sempre foi e continuará a ser “Fazer mais, melhor e com propósito”, apresentando soluções diferenciadoras?

O tempo é cada vez mais um bem precioso para cada um de nós, por isso mesmo, nós profissionais de saúde, temos de ser e saber fazer mais para conseguir no menor curto espaço de tempo, conseguir resultados. Este frame de tempo é dependente de cada situação e não significa consultas rápidas de cinco minutos, pelo contrário, mantemos a nossa qualidade de uma hora por cliente. Porém, a nossa busca pela formação constante permite que situações que se tratavam em 20 sessões passem para 6/9 sessões (por exemplo).

Similar Posts